Blog da Coroa

O outro lado do Cara!

Esse é o meu ídolo!

Só preciso de duas imagens:

Governo para os pobres

Governo para os pobres

Governo com os pobres

Governo com os pobres

Anúncios

agosto 21, 2010 Posted by | Uncategorized | , , , , , , | 1 Comentário

Eles tentam esconder, mas a blogosfera mostra! Ou: o melhor amigo de Arruda também apóia o vice de Serra!

O Irã faz seus discípulos

O Irã faz seus discípulos

Ufa! Foi difícil, mas eu achei. Veja só:

DEM aprova coligação com PSDB e nome de Indio da Costa para vice

Percebeu? Não? Vou ajudar:

http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/noticia/2010/06/foi-surpresa-para-mim-tambem-diz-indio-da-costa-apos-indicacao.html

http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/noticia/2010/06/deputado-do-dem-do-rio-sera-o-vice-de-serra-diz-rodrigo-maia.html

http://www1.folha.uol.com.br/poder/759699-em-votacao-relampago-dem-aprova-em-convencao-novo-vice-de-serra.shtml

http://fotografia.folha.com.br/galerias/204-a-escolha-do-vice-de-serra#foto-4613

Ainda não entendeu? Pois é, isso a tal da desinformação a serviço do poder reacionário. Eu procurei em um zilhão de lugares e nada de achar uma foto que fosse maior. Mas vamos à explicação.

Voltemos ao primeiro link. Veja só a foto novamente:

Convenção do DEM

Escolha do vice do José Serra

Olhe agora a mesma foto com ênfase no que importa:

Que cabeça!

Que cabeça!

Essa pessoa se chama Alberto Fraga. Ele é deputado federal pelo DEM/DF (tinha que ser do DEM…). Até aí tudo bem. Mas ele é, nada mais, nada menos, o maior colaborador do maior ícone do DEM, o nosso queridíssimo ex-governador José Roberto Arruda.

Que serelepe! Todo feliz!

Que serelepe! Todo feliz!

Há até uma bela matéria na Folha de São Paulo sobre ele quando ainda era Secretário de Transportes no governo de Arruda. Aqui vai seu link, bem como um excerto esclarecedor:

Aliado de Arruda, Alberto Fraga diz que vai concorrer ao governo do DF

O deputado federal Alberto Fraga (DEM), um dos mais próximos colaboradores do governador afastado José Roberto Arruda (ex-DEM)…

Desde que Arruda foi preso, há 19 dias, acusado de tentar subornar uma testemunha do escândalo do mensalão do DEM, Fraga já o visitou duas vezes. A Folhaapurou que ontem ele teria um terceiro encontro, mas desistiu após a imprensa divulgar que Arruda tem mandado recados de dentro da prisão a antigos correligionários e citar Fraga como interlocutor dessas ameaças.

Ele também ficou nacionalmente famoso pela contratação de uma empregada domética para sua própria casa que era paga com recursos da Câmara dos Deputados. O mais legal de tudo é o vídeo de suas explicações, ao tentar mostrar que ela, na verdade, trabalhava no gabinete de um outro deputado do DEM. Veja só como foi (a cereja do bolo começa aos 1:50):

Eu transcrevo para vocês a última fala dele, veja que genial:

Alberto Fraga: É uma empregada que presta serviço doméstico. Perdão. Presta serviços externos, né, e… agora, realmente, ficou complicado, né, de explicar.

É isso que o DEM tem a nos oferecer!

Mas voltando ao assunto da omissão, fiquei abismado por precisar procurar em dezenas de links a foto grande do anúncio do vice e não encontrá-la em lugar algum. Apenas aquela que postei aqui, e ainda veio naquele tamanho minúsculo. Essa é a nossa imprensa!

Belas pernas, minha senhora! De quem elas são?

Belas pernas, minha senhora! De quem são elas?

Aliás, como estamos falando de comparações, vai mais uma aí só para lembrar:

Ranking dos pilantras:

1 – DEM – 69
2 – PMDB – 66
3 – PSDB – 58
4 – PP – 26
5 – PTB – 24
6 – PDT – 23
7 – PR – 17
8 – PPS – 14
9 – PT – 10
10 – PV, PHS, Prona, PRP – 1

Eu não achei a quantidade de eleitos por partido, mas fiz um cálculo por filiadosque gerou mais um rankis de pilantras por filiados. Claro que os reaças vencem disparadamente:

julho 1, 2010 Posted by | Uncategorized | , , , , , , , , , , , , | 2 Comentários

Data-da-Folha, nós não esqueceremos jamais!

 
Como explicar esse formato de peixe?
Como explicar esse formato de peixe?

  

A Sensus e a Vox Populi já haviam adiantado esse resultado. Aliás, elas foram coerentes com os acontecimentos, ao contrário do Datafolha e do Ibope, que insistiam em esconder o óbvio. 

Ou seja, quem acompanha os meios de combate à desinformação já sabia dessa tendência. 

Já os nossos “jornalistas”  foram pegos de surpresa. O querido Fernando Rodrigues foi acertado na nuca, e acha que é coisa do pessoal do Pânico mandando um “pedala Robinho”.

Aliás, já havia falado dele aqui, no post Mau-caratismo por completo ou inteligência pela metade? Depois dessa pesquisa, ele tenta explicar o inexplicável no post com o singelo título Análise: TV e Lula alavancam Dilma 

Do texto, conclui-se que bastou o Lula ficar 10 minutos na TV dizendo que apóia a Dilma para que ela tirasse 12% de vantagem do Serra! Imagina quando ele ficar um mês todo dia na TV falando isso?

Fora isso, fala que o Serra só estava perdendo pontos porque chovia em São Paulo. Que ainda “titubeava” em anunciar que seria candidato. Que a Dilma era ovacionada pelo país em encontros. Até admite uma irregularidade (…zinha, pois aos amigos, tudo! Aos inimigos, os rigores da lei, como diria Kayden Kross ao se defrontar com sua maior inimiga, Krystal Steal), ao atribuir o aumento de Serra a propagandas de estatais paulistas! 

“O governo de São Paulo inaugurou várias obras (o Rodoanel, por exemplo,  e muitas propagandas estatais paulistas foram parar na TV.”

Para não variar, ele (e toda a grande imprensa) não citaram o mais importante: os outros institutos já haviam apontado para esse resultado. Resultado esse que apenas corroborou a tendência já antecipada por aqueles mesmos institutos. Neles, o gráfico é a ponta de uma flecha: 

Sensus

 Vox Populi 

Ou seja, o erro é da Datafolha! 

Ou melhor, o acerto! 

Acerto da (e do) Datafolha

Acerto, pois a pesquisa é apenas uma tentativa de mostrar ao Aécio Neves que ele “precisa” ser o vice de Serra. Eles estão tentando maturar essa composição há algum tempo, e aumentaram a pressão nos últimos dias: 

20/5/2010 – Militância de MG quer chapa Serra-Aécio, diz tucano 

Essa tentativa é fruto de uma sinalização do mineiro em fevereiro: 

5/2/2010 – Aécio espera pesquisas de abril para definir se aceita ser vice de Serra 

Mas, como conhecemos os mineiros, eu acho que essa é uma estratégia perigosíssima! Acho que o Aécio está dando corda para o Serra se enforcar, pois com isso o Chirico ia virar um coitado derrotado sem força e projeção, enquanto o mineiro iria despontar como a terceira via em um futuro que já não está distante, exercendo seu papel como senador muito bem quisto pelo seu eleitorado. Ele representaria a via moderada, pois já percebeu que a oposição está se esfacelando devido ao seu discurso unicamente terrorista avalizado por uma imprensa com a credibilidade decrescente. 

Em resumo, o Aécio tem duas opções (e ele sabe bem disso): ou ser vice agora do Serra com grande possibilidade de perder e ficar sem mandato, ou ser senador e ver o líder da oposição definhar até o ocaso completo, enquanto ele cresceria em importância e aceitação. 

Sendo vice, restaria a insignificância que o cargo importa. Qual será a escolha de Sofia? Lembre-se, Aécio, que você seria a Medéia do Jasão tucano. Pense em seus filhos!

Medéia

maio 22, 2010 Posted by | Política | , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Novo dicionário da imprensa brasileira

Reproduzo o post do ótimo “Tudo em cima”
Censura – Refere-se a toda e qualquer regulação que afete o sagrado direito da imprensa de difamar, mentir e agir como máfia.
Checagem de informação – Hábito dispendioso e supérfluo. Pode perfeitamente ser substituído pela publicação da seguinte nota: “Não foi possível confirmar a informação, tampouco desmenti-la”.
Diploma de Jornalista – Papel pintado e sem valor. Deveria ser vendido em papelarias.
Direito à informação – Direito assegurado ao público de receber as versões dos fatos tais como auferidas, editadas e formatadas pela imprensa de modo a moldá-las aos interesses desta.
Direito de Resposta – Extinto pelo venerando Gilmar Mendes após o fim da famigerada “Lei de Imprensa”, foi substituído pelo direito da mídia de continuar reiteradamente produzindo acusações, mesmo sem provas (ver verbete Presunção de Culpa).
Expert – Como a etimologia do termo sugere, jornalista que se destaca por ser especialista em sua área. Ou seja, especialista em justificar ou defender, em linguajar a um tempo acessível e pseudo-técnico (para simular conhecimentos superiores, inacessíveis aos demais mortais) políticas econômicas, administrativas e fiscais que interessem à corporação midiática para a qual trabalha.
Imparcialidade – Diz-se da capacidade de um órgão de imprensa (e, em decorrência, de seus jornalistas) de apoiar determinado candidato ou partido político sem assumir tal apoio.
Jornalista profissional – Serviçal mal remunerado, cuja função é repercutir os interesses da empresa em que trabalha. Servilismo, capacidade de bajulação, pouca bagagem cultural e ausência de espírito crítico são suas principais qualidades, ao lado da falta de caráter.
Liberdade de expressão – Diz-se do direito da imprensa de publicar o que quiser e como quiser, de acordo ou não com parâmetros éticos e deontológicos consagrados. Inclui o direito de omitir, reduzir a trecho(s) ou editar de forma manipulatória – inclusive para produzir sentido contrário ao que foi dito ou constatado – relato de atos, fatos, discursos e falas de terceiros.
Liberdade de imprensa – Segundo tese defendida publicamente pelo ministro do STF Carlos Ayres Britto, sumarizada em artigo de Eugênio Bucci, “A liberdade de imprensa deve ser entendida como um direito não limitado por outros direitos. Ela é um direito absoluto.” Estando acima da lei, a imprensa se considera, portanto, livre para publicar o que lhe der na telha, mesmo se mentiroso, difamante, criminoso ou racista. Não deve satisfações a ninguém.
Pesquisa eleitoral – Se feita por instituto correlato à empresa de comunicação, trata-se de evidência inquestionável do que acontecerá nas eleições. Se efetuado por terceiros, trata-se de uma simulação não confiável e tendenciosa, que deve ser posta sob suspeita e questionada judicialmente.
Presunção de Culpa – Inovação cívica trazida pela mídia ao anacrônico modelo jurídico do país. Ao invés de seguir o artigo 5º., inciso VLII da Constituição (“ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”), a imprensa, como Primeiro Poder que é, se dá ao direito de exigir que o acusado prove que não é culpado. Foi identificada pelo professor da UnB e crítico de mídia Venício A. de Lima.
Tendências – Quesito particularmente importante na área econômica e em pesquisas eleitorais, deve ser auferido através da consulta a fontes, porta-vozes do mercado e eleitores em potencial que tenham em comum o fato de vocalizarem as tendências que o órgão de imprensa quer ver divulgadas em prol de seu próprio interesse.
 
  Uai, ele não ia tentar o 3º mandato?

maio 10, 2010 Posted by | Sem categoria | , , , , | Deixe um comentário

Esse Cara não para!

Cliquem no link a seguir:

http://www.time.com/time/specials/packages/0,28757,1984685,00.html

Clique na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo e veja quem é a primeira pessoa a aparecer.

Essa foto é a que aparece com texto do excelente Michael Moore..

Tudo bem, isso não quer dizer que ele é o primeiro da lista, mesmo porque é uma lista sem ordem, mas sem dúvida é o que a Time escolheu para ser o primeiro a aparecer.

Mas é claro que a direita já veio babando tentar desqualificar tudo isso, minimizar e até aproveitam para atacar. O Reginaldo Azevedo já fez 3 posts em menos de 3 horas detonando o Lula, a Time, o Michael Moore, a imprensa brasileira, os médicos, as antas, os judeus…

Se o Lula for considerado o homem do ano, eles vão lembrar que a Time já escolheu como personagem do ano de 1938 o Adolf Hitler, ou o Stalin em 39 e 42, mas irão, convenientemente, esquecer que nessa lista já figuraram Roosevelt (algumas vezes), Churchill, a Rainha Elizabeth, De Gaulle, Eisenhower (várias vezes), Kennedy e outros.

Já estão até falando que ele “comprou” essa eleição! Disseram isso: Para o deputado Paulo Bornhausen (SC), líder do DEM na Câmara, ou a revista “ficou louca ou ganhou um patrocínio de uma estatal brasileira” (neste link)

Aliás, acho que ano que vem ele ganha o Nobel da paz. Claro que irão desqualificá-lo, dizendo que o Obama recebeu o seu pela possibilidade de ele fazer algo bom, ale’m de outras minimizações que nem consigo imaginar que essas mentes doentias criarão.

Ano que vem essa capa será com o Lula!

abril 29, 2010 Posted by | Sem categoria | , , , | Deixe um comentário

Cansei

Esse tal de Lula me cansa. Basta eu acordar e começar a percorrer meus feeds que as notícias espetaculares começam a brotar. Ontem mesmo, enquanto perquisava para fazer o post sobre a indústria naval, deparei-me com dezenas de informações importantíssimas sobre o desenvolvimento do país. Tão importantes que não mereceram destaque em nenhum grande jornal, reafirmando a máxima de que o importante é o que a imprensa não mostra.
Mas esse percorrer notícias está sendo cansativo, pois fica difícil ordenar o que devo colocar no post e o que devo apenas linkar. Além disso, uma notícia chama outra, e acabo com mais de 10 abas abertas somente com fatos preciosos sobre o governo Lula. Só para fechar essas abas já dá um trabalho! Imagina ler tudo! E condensar? E conferir?
Conferir é o mais difícil. Como exemplo, sobre o pedido de navios do post da indústria naval, este link, em seu terceiro parágrafo informa que a Petrobras quer 306 navios. Já este link aqui, em seu último parágrafo, informa que o pedido atual é de 130 embarcações, e que só a Petrobras já pediu 70. Esses números parecem estar em conflito com o outro link, apesar de apenas 4 dias separarem as notícias. Mas, depois de uma análise mais detida, vê-se que os pedidos realmente são de 70, mas que já são necessários outros 236.
O problema é que ordenar e aprofundar em cada um desses links é trabalhoso, pois ainda tenho que escrever ao mesmo tempo. Para dar conta, utilizo 3 browsers ao mesmo tempo, cada um com mais de 5 abas abertas!
É por essas e outras que decidi aderir ao movimento Cansei:

Por isso, decidi que hoje só colocarei um assunto por post, e o assunto é o aumento da venda de máquinas no primeiro trimestre de 2010.
Apenas uma nota de rodapé:  gostaria de falar sobre o blog de onde pesquei essa notícia. Descobri o ótimo Guerrilheiro do Entardecer quando pesquisava sobre as mentiras da imprensa acerca do tripé econômico do FHC. O Guerrilheiro destruiu esse engodo com o post definitivo sobre o assunto. Nesse dia eu fiz a inscrição em seu rss e até hoje acompanho suas notícias.
Pois bem, o post já é bem condensado e informativo, por isso (e pela fidelidade ao movimento Cansei), irei apenas reproduzir seu texto:

Impulsionadas pelos investimentos em infraestrutura, as vendas de máquinas rodoviárias, utilizadas na construção civil, cresceram 116% no primeiro trimestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2009, segundo dados da Abimaq.

Em relação ao primeiro trimestre de 2008, considerado o melhor ano da história pelo segmento, o crescimento é de 77%.

No total, o setor vendeu 4,6 mil máquinas no período, ante 2,1 mil do primeiro trimestre de 2009. As exportações também apresentaram recuperação, com crescimento de 77,4% no mesmo intervalo.

Com isso, a produção dos equipamentos no Brasil deu um salto de 244% de janeiro a março deste ano.

Outro detalhe do balanço das vendas de máquinas para construção é a queda de 20,5% das importações. O movimento é explicado em grande parte pelas condições favoráveis do Programa de Sustentação do Investimento (PSI) do BNDES, que exige mais de 60% de nacionalização dos intens que compõem os equipamentos.

Não negritei nada que considero mais importante porque, se assim o fizesse, negritaria tudo. Logo, preferi economizar energias e tomar minha Perrier em paz!


abril 23, 2010 Posted by | Sem categoria | , , , , , , , , , | 2 Comentários

Pesquisa Sensus indica empate entre Dilma e Serra

Prefiro acreditar em tendências.

Odeio pesquisas eleitorais. Não acho que elas sejam fraudes, mas chegam bem perto disso. Prefiro acreditar em tendências. Mas uma coisa que adoro é analisar como se analisam essas pesquisas.

A última da Datafolha indicava uma arrancada do José Chirico que mostrava uma tendência diametralmente oposta a todas as outras. Para melhorar, ainda veio em um timing perfeito: alguns dias antes do Chirico lançar-se candidato.

O PIG adorou!

“Valeu a pena a espera!”

“Dilma alcançou o teto da transferência de popularidade”

Veio uma da Vox Populi que mostrava a tendência normal das coisas. O que aconteceu? O óbvio: acusaram-na de ter sido “incorreta”, “imprecisa” e até “parcial”.

O Retardado Reinaldo Azevedo teceu apenas um post de no máximo 10 linhas dizendo que não confiava nessa pesquisa. Ele costuma fazer análises imensas em vários posts das outras pesquisas favoráveis ao seu chefe candidato, o Zé Chirico.

Agora veio nova pesquisa mostrando que a Datafolha estava “imprecisa” e que a Vox Populi era mais próxima da realidade. E agora?

Atualização: há 10 minutos, o Retardado Reinaldo Azevedo já postou levantando suspeitas em relação à pesquisa com o sugestivo título “O Sensus e seus métodos“. Haja eficiência para tentar detonar reputações! Veja como ele finaliza o post com uma mea culpa prospectivo:

Explicações

Como se nota, o Sensus deve mais explicações sobre a forma como faz pesquisa do que sobre os números que apura. Estarão certos? Não sei. O que sei é que os procedimentos também devem ser confiáveis. E, tudo indica, não são. Ainda que Datafolha e Ibope venham a confirmar os números do Sensus, isso não torna boas as suas escolhas.

Acho que ele vai repetir, em 3 de outubro de 2010, o título de um post dele em 2006: “É Lula de novo com a culpa do povo

Aliás, esse post antigo dele que citei é uma aula sobre o que pensa a direita sobre a democracia. Vamos aos seus principais (e últimos) 2 parágrafos:

Eu não tenho o menor interesse na opinião do povo. Quase sempre ele está errado. Aliás, a opinião de muito pouca gente me interessa. A democracia sempre foi salva pelas elites e posta em risco justamente pelo “povo”, essa entidade. Vai acontecer de novo. Lula, reeleito, tende a levar o país para o buraco. E uma elite política terá de ser convocada para impedir o desastre.

O “povo”, nos assuntos realmente importantes, não apita nada. É uma sorte! Aqui e no mundo inteiro. Não apitou quando se fez o Plano Real. Ou nas privatizações. Teria votado contra a venda da Telebrás ou da Embraer. Junto com Lula. Estaríamos sem telefones e sem produzir aviões. Os petralhas sabem: fico aqui queimando as pestanas, tentando achar um jeito de eliminar o povo da democracia. Ainda não consegui. Quando encontrar, darei sumiço no dito-cujo em silêncio. Ninguém nem vai perceber… Povo pra quê?

Bloqueiro mais endeusado pela direita no Brasil.
E o pior: se diz defensor intransigente da… democracia!

abril 13, 2010 Posted by | Sem categoria | , , , , , , , , , | 1 Comentário

A imparcialidade da Veja

Reproduzo ótimo post do blog Quanto Tempo Dura, que mostra exatamente como usar 7 pesos e 432 medidas.

Como a Revista Veja vê as chuvas em cada estado

abril 10, 2010 Posted by | Sem categoria | , , , | 1 Comentário