Blog da Coroa

O outro lado do Cara!

Globo tentar colocar Lula em situação desconfortável no caso da iraniana

A grande imprensa, em especial a Globo, não cansa de tentar colocar o Presidente Lula em situações em que ele aparentemente está na contramão da opinião pública. Os casos são inúmeros. Ele mesmo chegou recentemente a declarar que a direita tenta dar golpes 24 horas por dia. E claro que a voz da direita/oposição é a grande imprensa, que o responsabiliza diariamente por todas as catástrofes do mundo. Exemplo recente desse jogo é a forma como a Globo trata a questão da iraniana condenada por adultério

No dia 28.7.2010, o G1 afirmou que “Lula diz que não intercederá contra apedrejamento de iraniana.” Verifica-se que sutilmente o título dá a entender que Lula deixará a iraniana à própria sorte. Não fará nada para “salvá-la” da cruel morte. A palavra-chave no título é apedrejamento. É com ela que pretende fazer com que os leitores sintam pena da iraniana e raiva do presidente por não decisão de não se intrometer.

Na mesma linha de raciocínio, dias depois, o mesmo G1 colocou um vídeo sobre o assunto com o título: Lula oferece abrigo a adúltera condenada a morte no Irã. A palavra-chave agora é adúltera. Almeja manchar a imagem da iraniana para atingir Lula. Quer provocar nos leitores o sentimento de discordância com a oferta de abrigo feita pelo presidente. Como assim abrigar no Brasil uma adúltera? É esse o raciocínio desejado.

Contata-se que para a Globo pouco importa qual será a posição de Lula. Em qualquer situação, a Globo será contrária. Em época de eleição, situações como essa serão cada vez mais frequente.

Anúncios

agosto 2, 2010 Posted by | Imprensa, Política | , , , | Deixe um comentário

O IPEA atua para o Serra!

Inacreditável! Impossível! Um absurdo!

Estudo do IPEA

Como o IPEA faz um estudo sobre a miséria e coloca como comparações apenas os valores de 95 e 2008? E o que aconteceu nesse período? Ninguém vai mostrar? Ninguém? Será que eu terei que mostrar? Meu Deus! Cadê a imprensa responsável?

O absurdo foi colocar o Lula e o FHC no mesmo saco, e isso é um crime. Vamos começar pelo Índice Gini, que o IPEA afirmou que caiu de 0,6 para 0,54 de 95 a 2008. Bom, apesar de ser verdade, serve de fundamento para uma desinformação que cai como uma luva para a campanha de Serra, como o título da matéria no “O Globo”:

Governos FH e Lula tiraram 12,1 milhões da miséria

Voltemos ao Gini. O gráfico da evolução do indicador no período analisado é o seguinte*:

Viram quem foi o maior responsável pela queda? Para ficar ainda mais claro, vou colocar mais uma figura em base 100, que é a forma mais adequada de se comparar o mesmo indicador em períodos distintos:

Ou seja, FHC só reduziu o Gini em 2,24% em 8 anos, enquanto Lula diminuiu o mesmo indicador em 6,94%, e isso em apenas 6 anos!

Sobre o quantitativo de pessoas que saíram da miséria, eu não consegui achar esses valores no Ipeadata, mas achei outros bem semelhantes:

Agora os mesmos dados de cima em base100, para comparar FHC-Serra com Lula-Dilma:

 

Aqui a renda média mensal dos 5 décimos mais pobres da população. Se der tempo, eu faço os base100 deles essa noite:

Ou seja, o Lula foi infinitamente superior em todos os aspectos no combate à pobreza. E isso que ainda faltam os dados de 2009 e 2010! O Lula-Dilma vai dar mais show ainda no FHC-Serra.

É por isso que a internet fará o país virar uma potência, pois com ela essa desinformação que tentar nos levar ao retrocesso é exposta. Para frente, Brasil!

* 1991, 1994 e 2000 não apresentam dados. Por isso, utilizei a média entre o ano anterior e o posterior.

Todos os dados tem como origem o site do Ipeadata (Link)

julho 14, 2010 Posted by | Uncategorized | , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

Uma aula de história e bons modos a Dunga

Reproduzo, na íntegra, excelente post do impagável blog do Professor Hariovaldo, o defensor dos homens bons contra os moreninhos revolucionários setentrionais e de banânia. Vale a pena ler, é diversão garantida! Vale a pena ler os comentário também!

Veja bem com quem está falando, retranqueiro!

Mais um agente vermelho para importunar os homens de bem

Mais um agente vermelho para importunar os homens de bem

Aos homens bons caberá a glória da conquista do áureo troféu de football, disputado naquele país que já conheceu melhores dias, quando os moreninhos conheciam seu lugar e não disputavam melhores posições na alva sociedade afrikkaner. Temos tudo a nosso favor: jogadores estelares, mundialmente conhecidos, grandes patrocinadores, muito dinheiro envolvido (pois banquete grátis só existe na mente de usurpadores atrozes) e a Platinada.

A rede de Dr. Roberto sempre se pautou pela sua retidão moral e caráter inatacável, por sua isenção, competência técnica e profissional. Dr. Roberto, um democrata de quatro costados, não se intimidou pelo avanço irresistível das brigadas jangomarxistas e, empenhando a própria vida, empregou todos os recursos disponíveis aqui e no exterior, a fim de não permitir que a Revolução aqui fincasse suas garras. Torpes labéus granjeados por Jango, Brizola, Arraes, Paulo Freire, Darcy Ribeiro, Anísio Teixeira e demais quadros da Internacional Comunista faziam da guerrilha sua profissão de fé, apavorando os homens bons da sociedade, aterrorizando os empresários e investidores.

Tal quadro dantesco, a ditadura marxista que se avizinhava, Cuba lançando desafiadores recados ao Grande Pai do Norte, as perspectivas eram desesperadoras. Diante disso, restou a nossa brava, intrépida e isenta imprensa tomar para si a tarefa de liderar a Resistência democrática, até que os bem-vindos e imparciais reforços Yankees aqui desembarcassem, fosse em espírito, fosse em espécie.

Dr. Roberto, em vibrantes editoriais e manchetes conclamava o povo pegar em armas e resistir ao avanço dos vietcongues brazucas. A indômita classe-média acorreu ao chamado prontamente. E o resto é história. E a história nos diz que tudo que é informação passa pelo filtro da maior empresa de Comunicações do Ocidente, por seus photoshops e correções estilísticas e linguísticas, praticadas pessoalmente pelo pupilo Grão-Mestre Ali Kammel, um grande e reconhecido intelectual, cujo livro-bomba “Não somos apenas racistas” destruiu uma das facetas do movimento guerrilheiro bolchevista internacional, o movimento moreninho, que com suas cotas e exigências prepara seguidos assaltos aos nossos diversos e já cristalizados estatutos sociais que vêm funcionando perfeitamente nos últimos 500 anos.

Em outro famoso episódio, aquele que coroou a carreira jornalística do colega Dr.Roberto, sua rede não incomodou a população com notícias fúteis, como aquela baderna ocorrida na Praça da Sé em 1984 que os bolchevistas, ironicamente, batizaram Diretas Já (segurem as risadas, sim?), como se existissem “eleições” ( “diretas” ainda por cima ) na falida URSS. A fama de democrata das comunicações que Dr. Roberto conseguiu em sua carreira vencedora atingiu os píncaros, quando sua emissora, brilhantemente, editou o show que nosso Apolo, o candidato Fernandinho I deu sobre o candidato vermelho do PT em 1989, o Menino Molusquinho do PT. Por quê a Platinum Plus editou o debate? Por uma razão simples: o nosso Apolo grego passou como um rolo compressor sobre o infeliz apedeuta, e o Doutor Roberto não queria apresentar o massacre, pois era contra as cenas de sangue, e achou que o adversário dos homens bons não precisava ter seu pescoço pisotado, pois vencido já estava, desnorteado, tonto e apalermado. Dr. Roberto deixou-nos um legado de humanismo e cristandade, e não será um mero e estafermo botinudo que irá colocar seu prestígio a perder.

junho 23, 2010 Posted by | Uncategorized | , , , , | 3 Comentários

Meu Deus! Jardineiro fiel e o racismo por omissão

Rachel Weisz e Ralph Fiennes - Ela estava certa!

No clássico filme O Jardineiro Fiel, Tessa investigava uma conspiração internacional de empresas farmacêuticas e governos para testarem medicamentos em seres humanos na África. Foi assassinada.

Agora, um estudo financiado pela Fundação Bill & Melinda Gates (americanos) concluiu que os antirretrovirais diminuem em 92% a chance de contágio dos parceiros sexuais dos medicados.

Veja como a Globo anunciou o resultado:

Coquetel anti-HIV reduz em 92% transmissão do vírus, diz estudo

Foram testados 3.381 casais em que um parceiro tinha o vírus e outro não.

Até aí, tudo bem. Mas o estarrecedor é o que consta no texto da matéria:

Drogas antirretrovirais foram dadas a 349 indivíduos infectados. Os outros que possuíam o vírus receberam um placebo.

Meu Deus! Isso é um absurdo! Como permitir um crime humanitário como esse?

Veja só o resultado desse crime:

Apenas um
Após 24 meses, 103 pessoas que estavam livres do HIV no início do experimento foram infectadas pelos seus parceiros.

Mas apenas uma dessas 103 transmissões foi causada por um parceiro que estava tomando antirretrovirais.

Ou seja, os outros 102 foram contaminados por seus parceiros nao receberem tratamento!

E, se meus cálculos estão certos, mais de 3.000 pessoas ficaram sem tratamento:

Em estudo publicado pelo jornal britânico “The Lancet”, médicos recrutaram 3.381 casais heterossexuais em sete países africanos. Cada casal era “sorodiscordante”, ou seja, com uma pessoa infectada com HIV e outra sem o vírus.

Drogas antirretrovirais foram dadas a 349 indivíduos infectados. Os outros que possuíam o vírus receberam um placebo.

Apesar de não ser pior do que a própria pesquisa, a onda de indignação que tomou conta de nossa imprensa no ato foi exemplar: exemplo de como manter um silêncio sepulcral!

Veja os links sobre a matéria. Em nenhum deles há qualquer questionamento ou crítica sobre a ética do estudo:

G1 – Coquetel anti-HIV reduz em 92% transmissão do vírus, diz estudo

Estadão – Tratamento com remédios retrovirais reduz em 92% a transmissão do HIV

Abril – Remédios contra aids cortam transmissão do HIV em 92%, diz estudo

Correio Braziliense – Medicamentos barram transmissão do HIV

Um absurdo! A nossa imprensa não pensa? Ou só reverbera o que se escreve lá fora? Será que ninguém, nenhum repórter, jornalista, editor, revisor etc, ninguém achou isso um crime?

Mas esse silêncio seletivo tem duas simplres razões: para nossa imprensa, os EUA podem fazer o que quiserem e africano não é gente, por isso não merecem qualquer consideração sobre direitos humanos. Aliás, na verdade, só um desses motivos já basta para ela, pois o esquecimento quase imediato do Caso Tuskgee é bem didático.

Para chegar a essa conclusão basta ler um trecho da matéria do Estadão:

No estudo, pesquisadores norte-americanos, comandados pela Dra. Deborah Donell, avaliaram durante 24 meses um total de 3.381 casais de sete países africanos

Meu Deus! Ninguém irá falar nada sobre isso?

Esse é o líder intelectual de nossa imprensa racista

maio 28, 2010 Posted by | Economia | , , , , | Deixe um comentário

Globo entra na campanha de Serra

A Rede Globo entrou desesperadamente na campanha presidencial. E como membro-fundador do PIG, a Globo tem candidato: José Serra. É simplesmente inacreditável o jingle comemorativo de 45 anos da emissora da família Marinho. É mensagem subliminar pura. Não fosse a repercussão negativa, o vídeo continuaria sendo entubado goela abaixo de milhões de brasileiros. Assista e indigne-se também:
Além do Cidadão Kane, versão 2010.
Depois das matérias do PIG, atacando Lula e Dilma Rousseff e poupando Serra, e da invasão de sites, temos agora propaganda da Globo. É muita imparcialidade. Impressionante!

abril 20, 2010 Posted by | Sem categoria | , , , , | Deixe um comentário