Blog da Coroa

O outro lado do Cara!

Ilustre Bob ataca novamente

Anúncios

novembro 7, 2010 Posted by | Eleição | , , , , , | Deixe um comentário

Brasília respira aliviada: Agnelo vai a 61% e Weslian tem 39%

Do Correio Braziliense: Em pesquisa, Agnelo vai a 61% e Weslian tem 39%

O candidato Agnelo Queiroz (PT) lidera com folga o segundo turno da corrida ao Palácio do Buriti. De acordo com pesquisa do Instituto CB Data, encomendada pelo Correio Braziliense — a primeira desde a eleição de 3 de outubro —, o petista atingiu 61% dos votos válidos, enquanto Weslian Roriz (PSC) aparece com 39% das intenções de voto. Levando-se em consideração brancos, nulos e indecisos, Agnelo também aparece na frente, com 52% da preferência do eleitorado. Sua concorrente soma 34%, nulos representam 6% e indecisos
e brancos, 8%.

A pesquisa foi realizada entre segunda-feira e ontem com 1,1 mil eleitores e está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TER-DF) sob o número 36196/2010 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com a inscrição 35639/2010. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

No último levantamento realizado pelo CB Data antes do primeiro turno — entre 29 de setembro e 1º de outubro —, Agnelo aparecia com 39% das intenções de voto e Weslian, com 31%. De lá para cá — quando se levam em conta brancos, nulos e indecisos —, o petista cresceu 13 pontos percentuais, enquanto a candidata do PSC subiu apenas três pontos. Na avaliação do cientista político Adriano Cerqueira, coordenador da pesquisa, é provável que Agnelo tenha herdado a maior parte dos votos dados no primeiro turno a Toninho do PSol e Eduardo Brandão (PV). Em 3 de outubro, esses dois candidatos receberam nas urnas quase 20% dos votos válidos.

“Houve uma forte redução no total de indecisos. Nas pesquisas anteriores, quem dizia não saber em quem votar acabou votando nos outros candidatos (Toninho e Brandão) no primeiro turno. Agora, a maioria desses eleitores acabou migrando para a candidatura de Agnelo”, explica Adriano Cerqueira. Na sondagem feita às vésperas do primeiro turno, o total de indecisos e votos brancos somava 19%. Na pesquisa atual, esse percentual recuou para 8%.

Fenômeno semelhante ocorreu com os votos nulos. Na pesquisa anterior, 11% dos entrevistados disseram que iriam anular o voto, percentual que caiu quase pela metade e agora está em 6%. “A situação do Agnelo é muito confortável. Embora em 20 dias muita coisa possa acontecer, é muito difícil ter uma reversão quando alguém já começa a campanha do segundo turno com uma vantagem tão grande (22 pontos percentuais nos votos válidos)”, afirma o coordenador da pesquisa.

No primeiro turno, o candidato Agnelo Queiroz recebeu 48,41% dos votos válidos, enquanto Weslian Roriz teve 31,5%. Se essa performance nas urnas for comparada ao resultado da pesquisa CB Data, significaria dizer que enquanto a candidata do PSC subiu 7,5 pontos percentuais, Agnelo teria crescido 12,5% pontos.

Última hora

A sondagem apurou ainda o grau de decisão dos eleitores no primeiro turno. Entre os entrevistados que disseram já ter decidido em quem votariam dias antes da eleição, 54% escolheram Agnelo, enquanto 33% optaram por Weslian Roriz. Já entre as pessoas que declararam ter definido seu candidato na fila de votação, houve empate técnico: 40% optaram pelo petista e 42%, por Weslian. De acordo com o levantamento, a candidata do PSC foi a que mais se beneficiou entre os eleitores que se mostraram indecisos até a última hora. Daqueles que escolheram o candidato na hora de digitar o número na urna, 43% votaram em Weslian e 30% em Agnelo.

outubro 14, 2010 Posted by | Eleição | , , , , , | Deixe um comentário

República Fundamentalista Cristã

Elegeremos um presidente ou um aiatolá?

Do site da Folha: República Fundamentalista Cristã

VLADIMIR SAFATLE

Um poder moderador vigia o debate político e impede que pautas de modernização social cheguem ao Brasil

FUNDADA EM 31 de outubro de 2010 após a expulsão dos infiéis do poder, a República Fundamentalista Cristã do Brasil apareceu em substituição à República Federativa do Brasil. Dela, ela herdou quase tudo, acrescentando uma importante novidade institucional: um poder moderador, pairando acima dos outros Três Poderes e composto pela ala conservadora do catolicismo em aliança com certos setores protestantes. Os mesmos setores que, nos EUA, deram suporte canino a George W. Bush. A função deste poder moderador consiste em vigiar o debate político e social, impedindo que pautas de modernização social já efetivadas em todos os países desenvolvidos cheguem ao Brasil.

Na verdade, a fundação desta nova República começou após uma eleição impulsionada pelo problema do aborto. Procurando uma tábua de salvação para uma candidatura que nunca decolara e que passou ao segundo turno exclusivamente por obra e graça de Marina Silva, José Serra resolveu inovar na política brasileira ao instrumentalizar politicamente os dogmas mais arcaicos deste que é o maior país católico do mundo.

Assim, sua mulher foi despachada pelos quatro cantos para alertar a população contra o fato de Dilma Rousseff apoiar “matar criancinhas” (conforme noticiou um jornal que declarou apoio explícito a seu marido). As portas de seu comitê de campanha foram abertas para os voluntários da TFP, com seus folhetos contra a “ameaça vermelha” capaz de perverter a família brasileira através da legalização da prostituição e do casamento gay (conforme noticiou o blog do jornalista Fernando Rodrigues). A internet foi invadida por mensagens “espontâneas” contra a infiel Dilma e o PNDH-3.

José Serra já havia dado a senha quando afirmou, em um debate, que legalizar o aborto seria uma “carnificina”. Que 15% das mulheres brasileiras entre 18 e 39 anos tenham abortado em condições indescritíveis, isto não era “carnificina”. Carnificina, para Serra, seria o Brasil importar esta prática tão presente na vida dos “bárbaros selvagens” que são os ingleses, franceses, alemães, norte-americanos, espanhóis, italianos, ou seja, todos para quem o aborto é, pasmem, uma questão de saúde pública e planejamento familiar.

Confrontada com esta guinada, a “classe média esclarecida” não se indignou. As clínicas privadas que fazem abortos ilegais continuariam funcionando. O direito sagrado de salvar a filha de classe média de uma gravidez indesejada continuaria intacto. Para tal classe, o discurso sobre “valores cristãos” era apenas uma radicalização eleitoral.

Quando o poder moderador, confiante em sua nova força, começou a exigir que o criacionismo fosse ensinado nas escolas, que o Estado subvencionasse atividades de proselitismo religioso travestidas de filantropia, já era tarde. Então, alguns lembraram, com tristeza, dos pais fundadores da República Federativa do Brasil, decididos a criar uma república laica onde os dogmas religiosos não seriam balizas da vida social. Uma república onde seria possível dar a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. Uma República que morreu no dia 31 de outubro de 2010.

VLADIMIR SAFATLE é professor no departamento de filosofia da USP.

outubro 11, 2010 Posted by | Eleição | , , , , , | 1 Comentário

Governador no DF: foi por pouco

Do site do Correio Braziliense: Agnelo Queiroz foi o mais votado em 18 das 21 zonas eleitorais do DF

Noelle Oliveira

O candidato ao Palácio do Buriti Agnelo Queiroz (PT) foi o mais votado em 18 das 21 zonas eleitorais do Distrito Federal (DF). Segundo dados divulgados pelo Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF), Weslian Roriz (PSC) aparece na frente do petista apenas em três zonas — a 2ª, a 13ª e a 21ª — que incluem respectivamente cidades como o Paranoá, Itapoã, Lago Norte, Varjão, Samambaia e Recanto das Emas. Os dois disputarão no próximo dia 31 o segundo turno das eleições para o governo local.

Em duas outras zonas, a 1ª e a 11ª — que incluem a Asa Sul, o Cruzeiro, a Octogonal, o Sudoeste e o Setor de Indústrias Gráficas (SIG) — o candidato Toninho do PSol foi o segundo mais votado, passando à frente de Wesliam Roriz. A Asa Sul foi a região que mais registrou, percentualmente, votos nulos. Foram 7,19% dos 87.412 votos apurados. Em contrapartida, a 4ª zona eleitoral — que engloba Gama e Santa Maria — foi a que registrou o menor percentual de votos nulos, com 3,71% de um total de 96.635 votos apurados.

O TRE ainda discute se a foto de Wesliam Roriz será colocada nas urnas eletrônicas para a votação do segundo turno. No último domingo, o eleitor que optou pela candidata do PSC viu em seu lugar a foto do ex-governador Joaquim Roriz, marido de Wesliam. Para determinar se ocorrerá ou não a troca, o TRE fez uma consulta formal ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e aguarda o pronunciamento da instância.

outubro 5, 2010 Posted by | Eleição | , , , , | Deixe um comentário

Eleição presidencial 1º turno: por estado e região

Do portal Terra: Mapa político

outubro 4, 2010 Posted by | Uncategorized | , , , , , | Deixe um comentário

Onda vermelha no DF

O Correio Braziliense divulga na sua edição de hoje, 2.10.2010, resultado de pesquisa de intenção de voto realizada pelo Instituto CB Data entre terça-feira e ontem. O resultado aponta, em consulta estimulada, que:

Agnelo (PT) lidera com 41%, seguido por Weslian (30%) e Toninho (PSOL) chega aos 10%

O petista teria 49% dos votos válidos, o que não assegura definição no primeiro turno.

Cristovam (PDT) e Rollemberg (PSB) mantêm liderança na disputa pelo Senado

Na terceira pesquisa realizada pelo Instituto CB Data, os dois nomes da coligação Novo Caminho seguem na frente. Pedetista aparece com 52% das intenções de voto e o candidato do PSB, 42%. Maria de Lourdes Abadia (PSDB) tem 26% e Alberto Fraga (DEM), 22%.

Pesquisa aponta vitória de Dilma no 1º turno. No DF, Marina passa Serra

No Distrito Federal, a corrida eleitoral tem uma ultrapassagem de Marina, segundo levantamento do Instituto CBData feito entre 19 e 22 de setembro. A sondagem mostra que Dilma lidera as intenções de voto na capital federal, na pesquisa estimulada, com 37%, mas registra a queda de cinco pontos em relação ao último estudo, publicado no fim de agosto. A candidata verde cresceu 7 pontos e tem agora 22%, índice que a coloca à frente de Serra, que tem 19% e caiu três pontos.

Em um eventual segundo turno, a petista derrotaria o tucano na capital federal por 42% a 29%, de acordo com a sondagem estimulada. O levantamento foi feito com amostra de 1.100 eleitores e tem margem de erro de três pontos percentuais.

outubro 2, 2010 Posted by | Política | , , , , , | Deixe um comentário

Gilmar Mendes denunciado na ONU

Do site da Revista Carta Capital: Gilmar Mendes será denunciado na ONU por telefonema de Serra

Rodrigo Martins

O suposto telefonema do presidenciável José Serra (PSDB) ao ministro Gilmar Mendes, durante uma audiência no Supremo Tribunal Federal (STF), levou a ONG Justiça Global e uma série de outras organizações de direitos humanos a encaminhar uma denúncia para as Nações Unidas, devido às suspeitas de falta de independência do magistrado. A ligação telefônica, segundo reportagem da Folha de S.Paulo, teria ocorrido na quarta-feira 29, durante o julgamento de recurso do PT contra a obrigatoriedade de o eleitor portar dois documentos no dia da votação.

O recurso já havia sido acolhido por sete dos atuais dez ministros da Corte (Eros Grau se aposentou e ainda não foi substituído) quando Mendes decidiu pedir vistas do processo. No dia seguinte, votou contra a requisição petista. De toda maneira, a votação terminou em oito votos favoráveis e dois contra. E, agora, o eleitor pode se apresentar no pleito com qualquer documento de identificação oficial com foto. Vitória do PT, que temia que os eleitores de baixa renda e escolaridade deixassem de votar em função da exigência de dois documentos.

Para as entidades que subscrevem a denúncia, o caso apresenta indícios claros de interferência política nas decisões do Supremo. “Um juiz da mais alta Corte do País não pode receber telefonemas de uma das partes interessadas no meio do julgamento. Pediremos que as Nações Unidas avaliem o caso e cobrem providências do governo brasileiro, para que se faça uma investigação criteriosa dos fatos, inclusive com a quebra judicial do sigilo telefônico se for o caso”, afirma a advogada Andressa Caldas, diretora da Justiça Global.

De acordo com ela, o documento deverá ser encaminhado na tarde desta sexta-feira à brasileira Gabriela Carina de Albuquerque da Silva, relatora especial da ONU sobre a independência de juízes e advogados, e ao Alto Comissariado das Nações Unidas. “Normalmente, encaminhamos esse tipo de denúncia apenas à relatoria da ONU, mas como a titular do cargo é brasileira talvez ela se sinta impedida de avaliar o caso”. Razões para isso não faltam, afinal Gabriela foi assessora de Mendes na época em que ele era presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Andressa ressalta ainda que o ministro Gilmar Mendes, ex-advogado geral da União no governo Fernando Henrique Cardoso, foi acusado outras vezes de atuar de forma parcial no Supremo. “Em diversos casos, o magistrado se pronunciou antes de avaliar os autos do processo e emitiu opiniões contestáveis, por exemplo, ao criminalizar a atuação de movimentos sociais, como o MST”, afirma a advogada. “É por isso que está tomando corpo um movimento pelo impeachment de Mendes. Não temos posição firmada a esse respeito, mas consideramos que esse caso do suposto telefonema de Serra ao ministro, durante o julgamento de um recurso apresentado pelo partido de sua principal oponente nas eleições, deve ser criteriosamente investigado. E, caso se comprove a falta de autonomia, o magistrado precisa ser punido”.

Entre as entidades que subscrevem a denúncia, estão a Rede Nacional de Advogados Populares (Renap), o instituto Ibase e a ONG Terra de Direitos. Além de reportar o caso do telefonema de Serra, o documento enumera outros deslizes do ministro e expõe sua estreita relação com políticos ligados ao PSDB.

outubro 1, 2010 Posted by | Justiça | , | 1 Comentário

Brasília para Weslian: chupa

Haja Vitamina C para turbinar Dona Weslian

Do Jornal Coletivo: Agnelo aparece com mais de 20 pontos à frente de Weslian Roriz

Rodrigo Mendes Almeida  

O instituto Exata divulgou hoje a primeira pesquisa que já conta com o nome de Weslian Roriz (PSC) na disputa pelo GDF. Nela, a vantagem de Agnelo sobre a segunda colocada fica em mais de vinte pontos percentuais, o que garante para ele uma vitória ainda em primeiro turno. Agnelo teve 45,9% das intenções de voto. Weslian mostrou que não herdou todos os votos do marido Joaquim e marcou 24,3%. O terceiro colocado foi Toninho do PSOL, que alcançou 9,1%. Eduardo Brandão (PV) chegou à marca dos 2,9%. Os demais candidatos não aparecem. Os indecisos ainda somam 8,2%, enquanto 8,5% disseram que irão votar em branco ou anular.

O Exata também fez um levantamento espontâneo, onde o entrevistado responde sem receber uma lista de nomes de candidatos. Agnelo também é líder, com 37,8%. Nessa modalidade, Joaquim Roriz (PSC) aparece com 14,1%, mostrando que boa parte da população não sabe que ele não é mais candidato. Weslian teve 13,4%, Toninho do PSOL, 4,5% e Brandão, 0,9%. Sem ajuda da lista de candidatos, o número de indecisos sobe para 28,8%.

A pesquisa Exata ouviu 1.500 eleitores entre os dias 25 e 26 de setembro, tem margem de erro de três pontos percentuais e está registrada no Tribunal Regional Eleitoral do DF com o número 33334/2010.

setembro 29, 2010 Posted by | Política | , , , , , , | Deixe um comentário