Blog da Coroa

O outro lado do Cara!

A sutil arte de jogar para a galera

 

Clique e entenda a foto

Clique e entenda a foto

O Retardado Azevedo é mestre nessa arte, e ainda valida suas estocadas nos institutos e nas reputações utilizando-se de sua lógica infalível! Ele até provou que Lévi-Strauss considerava a cultura índígena brasileira inferior à civilização européia por causa da saudade que ele sentia de Chopin! Uma lógica irretorquível, irrepreensível, incompetinqüível, seja lá o que isso vier a ser.

No dia 31 de julho saiu uma pesquisa do Ibope que mostrava Dilma 5 p.p. a frente de Serra. Qual a reação reacionária do Rei? Jogar suspeitas sobre o Ibope de 31/7:

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/a-mais-recente-pesquisa-ibope-e-os-eleitores-reais-que-os-numeros-escondem/

… Segundo a mais recente pesquisa Ibope, a petista Dilma Rousseff aparece com 5 pontos à frente do tucano José Serra: 34% a 39%. No segundo turno, a diferença seria de 6 a favor dela: 46% a 40%. O Ibope ouviu 2.506 pessoas entre os dias 26 e 29 de julho. Uma semana antes, entre 20 e 22, o Datafolha entrevistou 10.905 pessoas — uma amostra 3,3 vezes maior — e chegou a números bem distintos: empate técnico de 37% a 36%, com o tucano numericamente na frente no primeiro turno, e 46% (Dilma) a 45% (Serra) no segundo.

Em pesquisas, as tais margens de erro tendem a esconder oceanos de pessoas. O que quero dizer com isso? São 135,8 milhões os eleitores brasileiros. Segundo o Datafolha, Serra teria, na hipótese mais provável, 1,358 milhão de votos a mais do que Dilma no primeiro turno; em uma semana, assegura o Ibope, é Dilma quem tem 6,79 milhões de eleitores a mais. O que aconteceu nesses dias para tamanha mudança de humor dos eleitores? A resposta: nada! Os ditos “especialistas” não falam, então falo eu: um dos dois deve estar errado. Em quem confiar?

Não tenho motivos para desconfiar nem do Datafolha nem do Ibope. Então escolho o que o trabalha com a amostra maior — e bem maior: o Datafolha. Desde que se sigam os critérios técnicos corretos, uma pesquisa será tão mais confiável quanto maior for a amostragem. Os “especialistas” sabem disso. Silenciam a respeito porque, afinal de contas, o Ibope está mais de acordo com as previsões que fazem há dois anos.

Bom, como ele não quer se comprometer, faz um mea culpa e joga para a galera a suspeita. Simples assim. Essa atitude deixa a porta escancarada para depois esquecê-la e utilizar a mesma fonte para fazer seu spinning diário apenas uma semana depois:

Novo Ibope: tudo igual no 1º turno; pequena oscilação no 2º

O Jornal Nacional acaba de divulgar uma nova pesquisa Ibope, encomendada pela Rede Globo e pelo Estadão —  suponho que o jornal traga na edição de amanhã o detalhamento. Em relação à semana passada, nada mudou nos números no instituto no primeiro turno: Dilma permanece com 39%, e Serra, com 34%. No segundo turno, houve oscilação dentro da margem de erro, e a diferença numérica que era de 6 pontos passou a 5. Dilma oscilou dois pontos para baixo, de 46% para 44%, e Serra, um, de 40% para 39%.

Ah, sim: se a tal pesquisa Sensus estava certa, não é?, uma diferença de 10 pontos se reduziu à metade em um dia. Se é que vocês me entendem…

Viram? Ele usa a Datafolha para lançar suspeitas sobre o Ibope, e uma semana depois usa o Ibope para lançar suspeitas sobre a Sensus! É um safado fazendo safadezas em blog hospedado na manilha esgótica do hebdomadário reaça.

Essas safadezas são costumeiras no blog dele. Logo depois do debate dessa semana eu mostrei-lhe que os números da Dilma sobre o aumento do salário mínimo estavam mais pertos da verdade do q ele havia dito. Comentário deletado! Claro que eu não usei as melhores maneiras que a minha mãe me ensinou, mas eu achei que colocar um link com as fotos da Playboy da Cléo Pires ajudaria na publicação do comentário. FAIL.

Este é o gráfico rejeitado pelo Reinaldo Azevedo

Este é o gráfico rejeitado pelo Reinaldo Azevedo

 

Uma dessas safadezas foi exemplarmente desmascarada pelo ótimo Hermeneuta, em seu finado, -porém histórico – blog em um post cujo título já mostrava exatamente a que veio:

Reinaldo Azevedo, ignorância ou desonestidade em uma Veja perto de você

O resumo do post é: safadeza para atacar o Lula. Simples. E os leitores dele babaram de raiva e se amedrontaram com a possibilidade inventada pelo retardado de ingerência estatal na programação dos cinemas. O post do Hermeneuta é um primor. Por isso mesmo foi solenemente ignorado pelo Shylock dos Civita.

Aliás, por falar em Shakespeare, cheguei ontem a uma conclusão bem simplória, mas que se encaixou quase que perfeitamente em nossa realidade atual: nossa imprensa é Iago, Otelo é o povo e Desdêmona é qualquer coitado que entre na mira de Iago.

Prazer, somos Emília.

Anúncios

agosto 7, 2010 - Posted by | Uncategorized

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: