Blog da Coroa

O outro lado do Cara!

DF pode mais: diferença de Roriz e Agnelo diminui

Do Jornal da Comunidade: Diferença de Roriz e Agnelo diminui

Na primeira pesquisa publicada pelo Instituto Dados depois das convenções partidárias e do registro das candidaturas, a vantagem que Joaquim Roriz, candidato do PSC em coligação com mais oito partidos, tem para Agnelo Queiroz, do PT, foi reduzida em relação a todos os cenários anteriores.

O estudo foi realizado entre os dias 10 e 15 de julho e entrevistou 3 mil pessoas. O intervalo de confiança é de 95% e a margem de erro é de 1,8% para cima ou para baixo. A pesquisa é uma parceria do Instituto Dados com o Jornal da Comunidade. Mensalmente até às vésperas das eleições, o instituto fará novas pesquisas, que serão divulgadas pelo Jornal da Comunidade, pelo jornal Coletivo e o portal Mais Comunidade.

O candidato Joaquim Roriz obteve, na pesquisa estimulada, onde é fornecido um cartão para o eleitor com os nomes dos candidatos, índice de 36,3% das intenções de voto. Agnelo Queiroz aumentou sua intenção em relação às outras pesquisas do instituto, chegando pela primeira vez à marca de 27,5%. A diferença caiu para 8,8 pontos percentuais.

O terceiro colocado é Antônio Carlos de Andrade, o Toninho do PSOL, que tem feito intensa campanha nas ruas nessas duas primeiras semanas. Mesmo assim, ele obteve apenas 2,2%, índice suficiente para lhe garantir distância para o quarto colocado, mas que é muito próximo do que Toninho já vinha obtendo nas outras pesquisas.

Espontânea

A modalidade espontânea da pesquisa pergunta a intenção de voto do eleitor sem fornecer o auxílio do cartão com os nomes dos candidatos. Essa costuma ser considerada, pelos especialistas, a faixa de votação consolidada do candidato. Ela é especialmente importante antes do início do horário eleitoral na TV e no rádio, quando o tempo de que cada coligação dispõe passa a ter um peso enorme.

Roriz é o líder na pesquisa espontânea, obtendo 18,3% das intenções de voto. Agnelo fica pouco atrás, tendo sido mencionado por 14,5%. O resultado no limite da margem de erro pode ser considerado um empate técnico, ainda que esteja evidente uma leve vantagem para o ex-governador.

Toninho do PSOL também ficou em terceiro na pesquisa espontânea, tendo alcançado a marca de 0,6%. E nesse caso, o candidato do PSTU, Rodrigo Dantas, passa para a quarta colocação, com 0,3%, à frente de Eduardo Brandão, que ficou com 0,1%.

Dentro dessa modalidade, mais de 60% dos entrevistados não souberam responder em quem votariam, em um indício de que a eleição ainda não tomou conta do cotidiano de conversas e reflexões das pessoas.

Rejeição

Um dos itens mais importantes pesquisados é a rejeição que cada candidato tem. Quando perguntados em qual dos candidatos o entrevistado não votaria de jeito nenhum, Joaquim Roriz também lidera. Ele obteve 25,4%, índice bem superior ao de Agnelo, em quem 13,6% das pessoas não votariam. Em empate técnico com Agnelo nesse quesito está Toninho, que marcou 12,1% de rejeição.

Anúncios

julho 18, 2010 - Posted by | Política | , , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: