Blog da Coroa

O outro lado do Cara!

Le Monde: O Brasil de Lula está em todas as frentes

O jornal francês Le Monde traz em sua edição de hoje, 25.5.2010, editorial na capa destacando o papel Brasil no cenário internacional, enaltecendo sua indústria, seu setor agrícola e sua diplomacia durante o governo do Presidente Lula. Em vários elogios, o jornal destaca a atuação do ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, chamando o de brilhante. 

Utilizando vários tradutores online, fiz uma tradução do editorial do Le Monde. Não ficou tão bom quanto se fosse feita por Fernando Henrique Cardoso, que já morou em Paris.

O Brasil de Lula está em todas as frentes

Lula aqui, no Brasil e lá! O mundo está repleto de relatos do presidente brasileiro que vão além dos feitos futebolísticos de seus compatriotas.

Ouvimos Luiz Inácio Lula da Silva repreender a Alemanha pela sua relutância em salvar a Grécia, e se oferecer para mediar o conflito entre Israel e Palestina.

Ele tentou resolver, juntamente com os turcos, a questão nuclear iraniana, e apoiar os argentinos em seu conflito contra os britânicos sobre as ilhas Falkland e seu petróleo.

Mas “o homem mais popular do mundo”, segundo Barack Obama, não fala em voz alta apenas devido ao seu carisma. Encarna um Brasil em plena forma que, após uma queda devida à crise, persegue China e Índia em termos de crescimento econômico.

Petrobras, o grupo de petróleo que é a empresa mais lucrativa da América Latina, Vale, líder mundial em ferro, e a Embraer que pode superar a Boeing e Airbus antes de tempo, são apenas as florzinhas de uma economia industrial de primeira ordem.

No setor agrícola, o aumento na produção é significativo e rende-lhe o título de “celeiro do mundo. Soja, açúcar, etanol, café, frutas, algodão, galinhas, tornaram-no um competidor formidável para os agricultores europeus.

Em 2008 o Brasil tornou-se consciente das suas capacidades econômicas. Até então, ele negociou com a Organização Mundial do Comércio de forma tímida. A crise dos Estados Unidos e o colapso da produção industrial dos chamados países avançados o persuadiram que era tempo de partir para a ofensiva.

Agora o Brasil, brilhantemente representado pelo seu ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, conduz para uma conclusão das negociações da Rodada Doha. Em comparação, os Estados Unidos parecem ter parado na era do protecionismo.

Menos temido que os multimilionários China e Índia, em termos populacionais, melhor considerado que a Rússia rentista de suas matérias-primas, o Brasil é o verdadeiro porta-voz das economias emergentes, que puxam o crescimento mundial. Com o eixo econômico do mundo se deslocando em direção ao sul, ele pode reclamar com razão que os países como bem substituto do Norte baixo de vitalidade foram mais bem representados em organismos internacionais, começando pelo Banco Mundial e o FMI. Sem mencionar o Conselho de Segurança das Nações Unidas, em que o Brasil aspira um assento permanente.

Porque “o século XXI pertence aos países que não tiveram sua chance”, e porque ele, pessoalmente, sente-se “na metade da sua carreira política”, Lula (65 anos) pode apresentar sua candidatura a Secretário-Geral da ONU em 2012. Deve também advogar para melhorar o G20, que ele o considera com pouca influência.

Nós não acabamos ouvindo o ex-metalúrgico, um amigo das favelas e dos investidores. Não ouviu o último do Brasil no alvorecer de sua “trinta anos gloriosos”.

Anúncios

maio 24, 2010 - Posted by | Política

1 Comentário »

  1. É o q o Brizola Neto fala, onde a mídia não é tucana, o Lula nada de braçada!

    Comentário por Hermes | maio 25, 2010 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: